Acarbose: usos, riscos à saúde e efeitos colaterais

Acarbose é uma droga que retarda a digestão dos carboidratos no corpo. É usada para controlar os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes tipo 2. Em alguns casos, o medicamento é usado em combinação com insulina ou outros medicamentos orais para diabetes.

Não tome Acarbose se tiver as seguintes condições:

  • Cirrose do fígado;
  • Cetoacidose diabética;
  • Doença inflamatória intestinal (IBD);
  • Úlcera ou bloqueio nos intestinos.

Riscos de saúde conhecidos ou efeitos colaterais da Acarbose

Acarbose pode causar efeitos colaterais comuns, como:

  • Inchaço, gases ou desconforto estomacal;
  • Diarréia leve;
  • Coceira leve ou erupção cutânea.

Procure atendimento médico se sentir efeitos colaterais graves, como:

  • Hematomas, sangramento incomum (por exemplo na boca, nariz, no reto ou na vagina) ou manchas roxas ou vermelhas sob a pele;
  • Problemas de fígado: os sintomas podem incluir fezes cor de argila, urina escura, sensação de cansaço, coceira, icterícia / amarelecimento da pele ou dos olhos, perda de apetite, náusea ou dor na parte superior do estômago;
  • Constipação severa;
  • Forte dor de estômago e diarreia com sangue ou aguada.

Órgãos que podem ser afetados por Acarbose

Uma overdose de Acarbose pode causar complicações como desconforto abdominal, diarreia ou flatulência. Essas complicações irão diminuir. Não dê a um paciente que teve uma overdose de Acarbose bebidas ou refeições com carboidratos (por exemplo, dissacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos) nas próximas quatro a seis horas.

O uso da droga também pode causar uma reação alérgica. Os sinais de uma reação alérgica podem incluir dificuldade em respirar; urticária; ou o inchaço da face, lábios, língua ou garganta. Se você acha que tomou muito deste medicamento, consulte um profissional de saúde.

Alimentos ou nutrientes que têm efeitos semelhantes à Acarbose

Os seguintes alimentos ou nutrientes têm efeitos semelhantes à Acarbose e podem ajudar a controlar o açúcar no sangue:

  • Vinagre de maçã: pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue em jejum, e estudos determinaram que o ACV pode aumentar a resposta do corpo aos açúcares e melhorar a sensibilidade à insulina. Consulte um profissional de saúde antes de consumir ACV se já estiver tomando medicamentos que baixam o açúcar no sangue;
  • Cromo e magnésio: níveis elevados de açúcar no sangue e diabetes estão associados a deficiências de micronutrientes em minerais como cromo e magnésio. O cromo é usado para o metabolismo de carboidratos e gorduras e ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue. A deficiência de cromo pode causar intolerância a carboidratos. As fontes incluem alimentos como brócolis, café, gema de ovo, feijão verde, cereais com alto teor de farelo, carne, nozes e produtos de grãos inteiros. Por outro lado, o magnésio pode beneficiar os níveis de açúcar no sangue, enquanto a deficiência de magnésio está associada a um maior risco de desenvolver diabetes. Alimentos com magnésio incluem abacate, banana, feijão, chocolate amargo, folhas verdes escuras, peixe e grãos inteiros;
  • Sementes de feno grego: são cheias de fibras solúveis que podem ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue. Estudos mostram que o feno-grego pode ajudar a reduzir o açúcar no sangue em diabéticos. Além disso, o feno-grego ajuda a diminuir a glicose em jejum e melhorar a tolerância à glicose. É uma das ervas mais seguras para diabetes. A dose recomendada de sementes de feno-grego é de cerca de dois a três gramas por dia.

Opções de tratamento e prvenção para os efeitos colaterais da Acarbose

Seguir a dieta “BRAT” pode ajudar a prevenir os efeitos colaterais associados ao Precose, como diarreia. A dieta BRAT inclui alimentos como bananas, arroz (branco), compota de maçã e torradas. Esses quatro alimentos podem ajudar a firmar as fezes.

Quando você tem diarreia, pode comer outros alimentos que não incomodam seu estômago, como:

  • Batatas assadas ou cozidas (sem casca);
  • Frango assado (retire a pele);
  • Canja de galinha (isso também pode ajudá-lo a se manter hidratado);
  • Aveia.

Você também pode gostar

O impacto dos probióticos na qualidade de vida de pessoas com Diabetes Tipo 2

Trizivir: usos, riscos à saúde e efeitos colaterais

Dieta para diabéticos – fontes, benefícios para a saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *