Dieta com baixo índice glicêmico – fontes, benefícios para a saúde

Dieta com baixo índice glicêmico – fontes, benefícios para a saúde

Alimentos ricos em fibras e com lenta taxa de metabolização no organismo são ideais para uma dieta com baixo índice glicêmico.
Alimentos ricos em fibras e com lenta taxa de metabolização no organismo são ideais para uma dieta com baixo índice glicêmico.

A dieta de baixo índice glicêmico é originalmente conceituada e projetada para pacientes que sofrem de diabetes, como revela um artigo do BBC Good Food.

De acordo com o artigo, o plano de dieta visa monitorar e manter os níveis de açúcar no sangue dos pacientes sob controle. A matéria explica ainda que o índice glicêmico (IG) é a medida da taxa na qual a glicose está sendo metabolizada no corpo. A velocidade do metabolismo e a quantidade em que aumenta os níveis de açúcar no sangue são medidos em uma escala de IG.

Um artigo do Huffington Post acrescenta que o índice é pontuado em uma escala de 100, sendo 100 glicose pura. De acordo com a matéria, os alimentos com IG alto são decompostos rapidamente em glicose e normalmente obtêm uma pontuação acima de 70. Em contraste, os alimentos de baixo IG são lentos para se decompor e geralmente obtêm uma pontuação inferior a 55.

Alimentos com baixo IG têm taxas de liberação de energia mais lentas, tornando-os ideais na prevenção de picos repentinos nos níveis de açúcar no sangue. Um estudo anterior também mostrou que uma dieta de baixo IG deve ter uma quebra de calorias de 40% dos carboidratos, 40% das gorduras e 20% das proteínas.

Benefícios da dieta de baixo índice glicêmico

Seguir uma dieta de baixo IG pode efetivamente reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2, de acordo com um artigo da Best Health Magazine.

A matéria online enfatiza que comer alimentos com baixo teor de fibras e alto IG pode dobrar o risco de ter a condição metabólica. No entanto, um estudo com quase 43.000 homens mostrou que a adoção de uma dieta de baixo IG pode reduzir as chances em até 42 por cento.

Outro estudo demonstrou que os efeitos benéficos do plano de dieta na perda de peso também podem reduzir o risco de desenvolver resistência à insulina e subsequente diabetes em até 58%.

Seguir uma dieta de baixo IG também é benéfico para o perfil cardiovascular. Os especialistas em saúde estabeleceram há muito tempo que níveis persistentemente elevados de açúcar no sangue podem aumentar o risco de ataque cardíaco em quase três vezes. No entanto, comer alimentos de baixo IG – como aveia e macarrão de trigo integral – pode reduzir a probabilidade de sofrer um ataque cardíaco em até 29 por cento.

O consumo de alimentos com baixo IG também pode relaxar as paredes arteriais e reduzir a inflamação em até 63%. Os poderosos efeitos anti-inflamatórios da dieta de baixo IG também provam ser benéficos na imunidade geral do corpo.

Alimentos normalmente encontrados em dietas de baixo índice glicêmico

Um artigo postado no site Body and Soul lista uma série de alimentos de baixo IG, que incluem:

  • Feijão roxo
  • Feijão cozido
  • Grão de bico
  • Batata doce
  • Leite desnatado
  • Iogurte
  • Maçãs
  • Laranjas
  • Massa
  • Pão integral
  • Cereais integrais
  • Aveia

Sistemas corporais auxiliados por uma dieta de baixo IG

Seguir uma dieta de baixo IG é particularmente benéfico para o trato digestivo. O plano de dieta também pode manter a saúde cardíaca ideal.

Da mesma forma, a dieta de baixo IG pode fortalecer a imunidade geral do corpo.

Bruna Stephannie

Veja Notícias

Outros artigos

Conheça a L-teanina

A L-teanina é um análogo de aminoácido comumente encontrado na planta utilizada para fazer chá verde, preto e oolong (Camellia sinensis).Nos últimos anos, torno...

Ler artigo