Guggul: fontes, benefícios para a saúde, nutrientes, usos e constituintes

Guggul: fontes, benefícios para a saúde, nutrientes, usos e constituintes

O guggul (Commiphora mukul), também conhecido como a árvore mirra Mukul, é uma árvore pequena e espinhosa que é nativa das áreas áridas e semi-áridas da Ásia central e norte da África, embora seja mais comum no norte da Índia. Guggul também é o nome da seiva resinosa amarelada extraída da casca da planta. Acredita-se que esta resina de goma seja um remédio poderoso para uma ampla variedade de condições de saúde e doenças, e tem sido usada como tal pelos médicos ayurvédicos há milhares de anos. O próprio nome é uma palavra sânscrita que significa “aquele que protege contra doenças”, e guggul é considerado exatamente isso nos tempos modernos.

Lista de nutrientes conhecidos

Um dos compostos mais notáveis do guggul é a guggulsterona, um esteróide vegetal que vem em várias variedades, sendo as mais ativas Z-guggulsterona e E-guggulsterona. Esses compostos são considerados os grandes responsáveis pelos muitos benefícios à saúde associados ao guggul, que variam da redução do colesterol à redução do estresse oxidativo e ao risco de inflamação.

Além da guggulsterona, os outros constituintes conhecidos do guggul incluem muscanona, quercetina, limoneno, mirrganona A e miranol A. Como a guggulsterona, esses compostos têm inúmeros efeitos positivos para a saúde e contribuíram para que o guggul seja utilizado como estimulante, agente anti-séptico, antiespasmódico, e demulcente, entre outros.

Usos medicinais para guggul

As propriedades antiinflamatórias do guggul são eficazes na mitigação dos sintomas da artrite reumatóide e da osteoartrite; especificamente, alivia a dor, rigidez e inchaço nas articulações. Além disso, o guggul reduz os níveis circulatórios de citocinas, que são substâncias secretadas por certas células que às vezes podem ter efeitos colaterais pró-inflamatórios.

Essa qualidade antiinflamatória também auxilia a pele, particularmente reduzindo o aparecimento de inflamações cutâneas como psoríase e acne.

Foi dito que o Guggul reduz o risco de doença coronariana devido à sua capacidade de reduzir o colesterol ruim ou de baixa densidade (LDL), inibir a oxidação de gordura e prevenir o entupimento arterial. Na verdade, o guggul é considerado um agente hiperlipidêmico eficaz por seu efeito sobre o colesterol LDL e sua capacidade de aumentar a lipoproteína de alta densidade (HDL) ou colesterol bom.

Acredita-se que o Guggul auxilie na perda de peso, ativando a glândula tireóide, o que, por sua vez, aumenta a taxa de metabolismo.

Sistemas corporais apoiados por guggul

Mais do que apenas reduzir a acne e a psoríase, um outro benefício que o guggul tem na pele está em seu efeito na produção de triglicerídeos. Ao fazer isso, o guggul ajuda a pele a parecer mais lisa e flexível.

Graças às suas propriedades antioxidantes, o guggul pode apoiar a função do sistema imunológico. Os antioxidantes auxiliam na eliminação de toxinas prejudiciais à saúde e radicais livres, que estão associados ao aumento do risco de doenças.

Maneiras de usar guggul

Tradicionalmente, o guggul é tomado com muitas outras ervas para aumentar suas propriedades medicinais. Os mais populares deles são yograj guggul e kaishore guggul. Yogaraj guggul contém mais de 25 ervas e é usado para tratar artrite e inflamação, enquanto o kaishore guggul é composto por quatro ervas e serve como um agente anti-envelhecimento e purificador do sangue.

O Guggul pode ser adquirido em pó ou comprimido. O guggul em pó costuma ser tomado junto com água, leite, mel ou ghee, que é a manteiga clarificada originária da Índia.

Além disso, o guggul pode ser transformado em uma pasta para aplicações tópicas.

Você também pode gostar

Clorantraniliprol – toxicidade, efeitos colaterais, doenças e impactos ambientais

Eclipta – Descubra seus benefícios e usos.

Luisa Costa

Veja Notícias

Outros artigos

Óleo de salmão

O óleo de salmão é a maisnova alternativa para quem precisa cuidar da saúde e principalmente ter um tipode atenção com o que é consumido, considerando alternativa...

Ler artigo