Óleo de semente de groselha negra: fontes, benefícios para a saúde e usos

Óleo de semente de groselha negra: fontes, benefícios para a saúde e usos

O óleo de semente de groselha negra é derivado da fruta da groselha negra que, como seu nome sugere tão deliciosamente, são berries pretas que deixam uma cor arroxeada, quase como uma nódoa negra, na língua, quando comidas. Essa estética incomum assustou os fazendeiros anteriores, que consideravam a fruta perigosa. O folclore foi ainda mais exacerbado pela crença de que a groselha negra carregava um fungo que prejudicava as plantas vizinhas. Essa foi uma superstição fortemente arraigada por vários anos. Uma pena, realmente, considerando os benefícios para a saúde que as frutas e o óleo oferecem.

A fruta em si traz muitos benefícios à saúde, principalmente seu óleo, obtido principalmente das sementes. No entanto, observe que alguns benefícios da fruta e do óleo tendem a se entrelaçar.

A maior parte do óleo de semente de groselha negra é derivada pelo método de prensagem a frio. Esta é a maneira mais limpa e natural de receber todos os benefícios para a saúde. Outros métodos de extração envolvem solventes e dióxido de carbono supercrítico. Isso amplifica o rendimento, mas também cria uma chance maior de impurezas se misturarem à substância. Tome especial cuidado ao comprar seu óleo de semente de groselha. Só faça isso de um dono de mercearia de boa reputação.

Benefícios medicinais do óleo de semente de groselha negra

O óleo é uma fonte incrivelmente rica em ácido gama-linoléico (GLA). Este ácido graxo é conhecido por ser um dos melhores agentes antiinflamatórios e antioxidantes da natureza. Apesar de ter sido considerado um “fruto proibido” nos tempos antigos, os cientistas o descrevem hoje como um elixir da vida. Normalmente, o óleo de semente de groselha negra é vendido em cápsulas moles e tem o propósito de fornecer os seguintes benefícios terapêuticos:

  • Estimula o sistema imunológico: estudos sugeriram que o óleo de semente de groselha negra pode apoiar o sistema imunológico saudável dos idosos. Isso é feito pela inibição da produção de prostaglandina E2, que está ligada à febre e à supressão de células T (leucócitos).
  • Gerencia os níveis de colesterol: um estudo concluiu que o óleo de semente de groselha negra pode tratar pacientes que sofrem de hiperlipidemia. O óleo foi considerado mais eficaz entre aqueles que sofriam apenas de uma variedade leve da condição e com um IMC mais baixo. Aqueles com níveis de colesterol severamente desequilibrados não exibiram nenhum efeito dramático.
  • Reduz a pressão arterial: mesmo assim, o óleo de semente de groselha negra pode ser benéfico para quem sofre de hipertensão. Outro estudo mostrou que consumir apenas seis gramas de óleo todos os dias pode reduzir a pressão arterial diastólica. O efeito foi potencializado quando tomado com EPA ou óleo de peixe.
  • Previne a queda de cabelo: o óleo de semente de groselha negra pode ajudar pessoas com alopecia androgenética (calvície de padrão masculino ou feminino). Aqueles que regularmente (e corretamente) ingeriram óleo de semente de groselha negra mostraram uma melhora na densidade do cabelo depois de apenas alguns meses.
  • Suporta a função da pele: os especialistas em beleza acreditam que o óleo de semente de groselha preta pode promover uma pele jovem e flexível. Aplicado topicamente à noite de forma consistente pode melhorar a elasticidade da pele e prevenir pequenas rugas e ressecamento. Também há sugestões de que o óleo pode retardar o fotoenvelhecimento da pele causado pelos danos do sol.
  • Alivia os sintomas da menopausa: o óleo de prímula ainda é o melhor remédio naturopático para as ondas de calor da menopausa. No entanto, o óleo de semente de groselha negra pode ser uma alternativa. Observe que os especialistas médicos ainda sugerem cautela ao usar o óleo. A interação entre o óleo de groselha preta e outras drogas ainda não foi totalmente estudada.

Sistemas corporais suportados por óleo de semente de groselha negra

O óleo talvez não seja um remédio único para o bem-estar geral, mas um excelente complemento à dieta. Ele apóia todos os sistemas do corpo, permitindo que cada órgão funcione adequadamente e evite doenças.

Você também pode gostar

Quais os alimentos que a dieta de uma mulher deve incluir durante a menopausa?

Luisa Costa

Veja Notícias

Outros artigos

Os benefícios do magnésio

O mineral magnésio está envolvido em mais de 300 reações enzimáticas em todo o corpo. Sendo que metade do magnésio do nosso corpo é armazenado nos ossos, onde faz p...

Ler artigo