Vitiligo – causas, sintomas e tratamentos

O vitiligo é a falta de melanina na pele, que faz com que ela perca a cor. Pelo menos 1% da população mundial é diagnosticada com essa condição.

Em um paciente com vitiligo, as células responsáveis pela cor da pele (melanócitos) são destruídas.

Os melanócitos ficam incapazes de produzir melanina. Portanto, áreas da pele perderão a cor ou ficarão brancas.

Uma pessoa com vitiligo pode perder pigmento em qualquer parte do corpo:

  • Dentro da boca ou outros tecidos
  • Genitais
  • Narinas
  • Áreas expostas ao sol (por exemplo, braços, rosto, pés e mãos)
  • Dentro do ouvido
  • O cabelo pode ficar cinza ou branco nas áreas afetadas da pele.

Embora a doença possa afetar várias partes do corpo, não é contagioso.

Sintomas de vitiligo

O principal efeito do vitiligo são manchas brancas na pele. As manchas podem ser grandes ou pequenas e ter um dos seguintes padrões:

  • Segmentar ou focal – as manchas brancas são menores e se desenvolvem em uma ou apenas algumas áreas. Assim, quando o vitiligo se desenvolve em um padrão focal ou segmentar, geralmente aparece em uma área de um lado do corpo. Na maioria dos casos, no entanto, esse padrão continua por pelo menos um ano e depois para. Esse tipo progride mais lentamente do que o vitiligo não segmentar.
  • Não segmentar ou generalizado – Este padrão envolve manchas brancas generalizadas que se formam simetricamente em ambos os lados do corpo do paciente. O vitiligo não segmentar é o padrão mais comum e pode afetar as células pigmentares em qualquer parte do corpo. Assim, pode começar e parar várias vezes ao longo da vida de um paciente.

Fatores de risco para vitiligo podem ser:

  • Genética – pelo menos 20% dos casos têm histórico familiar da doença.
  • Ambiente de trabalho – trabalhar em um ambiente industrial em exposição constante a produtos químicos fenólicos pode aumentar o risco de um indivíduo desenvolver a doença.

Sistemas do corpo prejudicados

O vitiligo pode causar os seguintes problemas:

  • Problemas oculares – A doença pode causar danos oculares como hipoacusia (perda parcial de audição) e irite (inflamação da íris).
  • Maior vulnerabilidade ao sol – Já que a pele dos pacientes com vitiligo carece de melanina, é necessário aplicar um filtro solar forte para evitar queimaduras.
  • Perda de autoconfiança e autoestima – A condição afeta áreas expostas da pele. Por isso, a maioria dos pacientes pode apresentar baixa autoconfiança e autoestima.

Alimentos que previnem o vitiligo

Os seguintes alimentos podem ajudar a prevenir o vitiligo ou tratar seus sinais:

  • Suco de gengibre – misture o gengibre cru e um pouco de água e coe. Assim, beba o suco duas vezes ao dia.
  • Folhas de Margosa com mel – Combine duas colheres de chá de extrato de folha de margosa com uma colher de chá de mel e misture bem. Embora o suco seja amargo, pode ajudar pacientes com problemas de pele.
  • Romã em pó – Moa um punhado de folhas secas de romã até virar pó. Então, consuma cerca de oito gramas do pó todas as manhãs e noites.

Tratamentos para vitiligo

Embora as manchas brancas do vitiligo sejam permanentes, algumas opções de tratamento podem ajudar a melhorar a aparência da pele do paciente.

O creme de camuflagem para a pele pode ser usado para esconder pequenas manchas. Contudo, os tratamentos de combinação (por exemplo, fototerapia [tratamento com luz] e medicação), são as opções mais eficazes para o vitiligo.

Observe que, embora o tratamento possa ajudar a restaurar a cor da pele, o efeito nem sempre é permanente. O tratamento não pode impedir a propagação do vitiligo.

Resumo

O vitiligo se refere à falta de melanina que faz com que a pele perca a cor.

O principal efeito colateral são manchas brancas na pele.

O vitiligo pode causar problemas oculares e auditivos, maior vulnerabilidade à exposição ao sol e perda de autoconfiança e autoestima.

Embora as manchas brancas da pele sejam frequentemente permanentes, algumas opções de tratamento, como creme de camuflagem para a pele e tratamentos combinados, como fototerapia com medicamentos, podem ajudar a melhorar a aparência da pele do paciente.

Apesar de o tratamento ajudar a restaurar a cor da pele, o efeito nem sempre é permanente. O tratamento não pode impedir a propagação do vitiligo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *