Tinea cruris – causas, sintomas e tratamentos

Tinea cruris é uma infecção da virilha causada pelos fungos Trichophyton rubrum e T. mentagrophytes.

Esta infecção é de um tipo denominado tinha, e é causada por fungos semelhantes ao bolor, chamados de dermatófitos. Esses fungos vivem naturalmente na pele, no cabelo e nas unhas. Eles são, a princípio, inofensivos. Contudo, podem se multiplicar rapidamente quando se está em áreas quentes e úmidas, somado a uma baixa na imunidade. Por esse motivo, a tinea cruris normalmente se desenvolve na pele ao redor da virilha, parte interna das coxas e nádegas.

Essa infecção é mais comum em homens e meninos. Isso pode acontecer, por exemplo, quando se usa equipamentos de proteção durante atividades esportivas. Além disso, qualquer roupa justa, como maiôs, jeans, e cuecas e calcinhas justos pode aumentar a chance de desenvolver tinea cruris. Ademais, é considerado levemente contagioso. Geralmente, é necessário o contato direto de pessoa a pessoa ou o uso de roupas de alguém com o fungo.

Sintomas da tinea cruris

A doença se apresenta como fissuras na pele, com uma linha nítida que define a extensão da infecção. Além disso, coceira, dor e queimação na área afetada podem ocorrer usando uma roupa justa. A infecção também pode piorar com exercícios.

Sistemas corporais prejudicados por tinea cruris

Os sistemas prejudicados pelo fungo são o imunológico, o tegumentar e o reprodutivo.

Alimentos que previnem a doença

Os alimentos que podem prevenir a tinea cruris são alho, vegetais de folhas verdes e frutas, ao passo que o álcool, artigos açucarados e carboidratos refinados devem ser evitados.

Tratamentos naturais para tinea cruris

Os tratamentos naturais para tinea cruris incluem:

Aloe vera – Aloe vera contém propriedades antibacterianas e ajuda a cicatrizar a pele. Para usar, pegue uma ou duas folhas frescas e corte as pontas. Então, aperte o gel nas mãos e aplique-o na área afetada pela tinea cruris. Deixe por alguns minutos, e depois enxágue com água morna e seque.

Vinagre de mação vinagre de maçã é ótimo para tratar infecções fúngicas de todos os tipos, incluindo tinea cruris. Seu efeito se deve ao seu conteúdo de ácido acético, que atua como agente antifúngico e antibacteriano. Para fazer uma solução de vinagre de maçã, misture uma colher de sopa do vinagre de maçã com um copo de água. Assim, use a solução para lavar a área afetada. Em seguida, deixe a área secar por conta própria ou seque.

Amido de milho – o amido de milho pode ser usado para tratar a tinea cruris por causa de suas propriedades antifúngicas e capacidade de absorção de umidade, que pode secar qualquer excesso de suor na área e ajudar a desidratar os fungos. Para usar, basta passar o amido de milho na área afetada.

Alho – A alicina do alho picado na hora tem atributos antifúngicos e antibacterianos. Para usar o alho, amasse alguns dentes até formar uma pasta. Em seguida, esfregue a pasta na área afetada. Deixe agir por alguns minutos e depois enxágue com água morna. Assim, seque a área para remover a umidade.

Óleo de melaleuca – esse óleo contém propriedades antifúngicas que podem ajudar. Além disso, contém propriedades antiinflamatórias que podem aliviar a coceira. Você pode usar este óleo mergulhando uma bola de algodão nele e passando diretamente na área afetada. Também pode colocar algumas gotas do óleo na água do banho.

Resumo

Tinea cruris é uma infecção da virilha causada por um fungo.

A doença forma fissuras na pele e coceira, bem como dor e queimação na área afetada.

Previne-se a infecção com alho, vegetais de folhas verdes e frutas. Pode ser tratada com aloe vera, vinagre de maçã, amido de milho, alho e óleo de melaleuca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *