Meningite viral – causas, sintomas e tratamentos

A meningite viral é a infecção viral das meninges, uma membrana fina que cobre o cérebro e a medula espinhal. A meningite viral é o tipo mais comum, e geralmente não é fatal. Os vírus mais comuns são os enterovírus, como por exemplo o echovírus e coxsackievírus. Os enterovírus tendem a residir no trato digestivo. Ademais, pode ser causada também pelos vírus herpes simplex (HSV), Vírus varicela-zoster, vírus transmitidos por mosquitos (tais como vírus do Nilo Ocidental), vírus da encefalite, vírus da coriomeningite linfocítica e o vírus da imunodeficiência humana (HIV). Embora qualquer pessoa possa ter a doença, ela ocorre com mais frequência em crianças menores de cinco anos e em pessoas com sistema imunológico debilitado.

A meningite viral é contagiosa. Por exemplo, os enterovírus podem se espalhar por meio do contato direto com a saliva, muco nasal ou fezes. Eles se propagam facilmente através da tosse e espirro. No entanto, apenas um pequeno número de pessoas infectadas realmente desenvolvem a doença.

Sintomas comuns de meningite viral

Os sinais conhecidos de meningite viral em bebês são febre, irritabilidade, má alimentação, sonolência e letargia. Em adultos, os sintomas comuns são febre, dor de cabeça, rigidez do pescoço, sensibilidade à luz, sonolência, náusea, vômito, falta de apetite e falta de energia. Contudo, na maioria dos casos a infecção melhora sem tratamento dentro de sete a 10 dias.

Sistemas corporais prejudicados pela meningite viral

Os sistemas do corpo prejudicados são o imunológico e o nervoso.

Alimentos para prevenção

Alho, ginseng, chlorella, assim como extratos de folha de oliveira ajudam bastante ao tratar a doença.

Tratamentos naturais para meningite viral


Na maioria dos casos, a meningite desse tipo desaparece sozinha. No entanto, existem tratamentos naturais para a infecção. Pode-se tratar a doença com alho, extrato de folha de oliveira, chlorella, ginseng, cogumelos reishi, astragalo, repouso na cama e compressas frias.

Além disso, você pode reduzir o risco de meningite tomando algumas precauções:

  • Lave as mãos com água morna e sabão por 20 segundos, com frequência.
  • Lave bem as mãos antes de comer, depois de ir ao banheiro, depois de trocar uma fralda ou depois de cuidar de alguém doente.
  • Evite compartilhar talheres, canudos ou pratos.
  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

Resumo

A meningite viral é uma infecção da camada fina que cobre o cérebro e a medula espinhal, conhecida como meninges.

Em bebês, causa febre, irritabilidade, alimentação inadequada, sonolência e letargia.

Outrossim, em adultos, causa febre, dor de cabeça, rigidez do pescoço, sensibilidade à luz forte, sonolência, náuseas, vômitos, falta de apetite e falta de energia.

A doença pode ser tratada naturalmente com alho, extrato de folha de oliveira, chlorella, ginseng, cogumelos reishi, astragalo, repouso e compressas frias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *